83. Sobre a Feira do Livro de Porto Alegre e (parte) da Bienal do Mercosul

No último domingo eu dei uma passada na Feira Religiosa e Vampiresca 55ª Feira do Livro em Porto Alegre. No primeiro momento eu fiquei com a cara no chão com o fato de que a grande maioria das bancas só trabalhavam com livros religiosos (principalmente espíritas) ou com a tal da série Crepúsculo. Em relação ao primeiro, até meu pai – que acredita na doutrina espírita – ficou impressionado com a exploração comercial na qual a fé se transformou.  Parece que alguém percebeu que isso dava dinheiro e aí metade dos escritores do planeta resolveram entrar no mesmo barco.

Em relação ao segundo, eu nunca li Crepúsculo, nem assisti o filme e também nunca tive vontade de assistir, mas eu trabalho com uma colega que é fascinada por essa série e não fala de outra coisa o dia inteiro – o que significa que eu sei praticamente tudo sobre ela. Era era uma tarefa difícil andar pela Praça da Alfândega sem dar de cara com um pôster com a cara do protagonista. Para finalizar o roteiro da feira, fui na parte infantil, que estava no Cais do Porto, foi só aí que eu percebi o que era um lugar tumultuado de verdade…

Mesmo com tudo isso, não saí de lá com as mãos abanando. Minha lista de compras foi a seguinte:

  • “Caim”, de José Saramgo;
  • “Dandara, o Dragão e a Lua”, de Maíra Suertegaray;
  • “Impactos Ambientais Urbanos no Brasil”, de Antônio José Teixeira Guerra e Sandra Baptista da Cunha;
  • “O Jogo do Anjo”, de Carlos Ruiz Zafón.

Livros

Para finalizar o domingo, dei uma breve olhada nas obras da 7ª Bienal do Mercosul, no Margs e no Santander Cultural. Essa breve olhada serviu para eu perceber uma coisa: a arte contemporânea é contemporânea demais para mim. De sério, a grande maioria das coisas que estavam expostas não tinham nada de especial. Aquele trabalho do Google Earth, por exemplo, nada que eu mesmo não consiga fazer em casa. Ou vai ver que sou eu que não tenho olhar artístico…

Abraços e até a próxima!

Publicado em 10 de novembro de 2009, em Cotidiano, Literatura. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: