68. Pedagogia: A (antiga) arte de não fazer nada

Ontem iniciei minha última cadeira de educação física pedagogia na faculdade, chamada “Organização do Trabalho Pedagógico”, ou simplesmente OTP. Como já era de se esperar, mais da metade dos alunos são do curso de educação física, o que significa que todos os exemplos da professora vão girar em torno disso. Dos outros cursos salvam-se alguns elementos da história, artes, letras e eu (sim, só eu) da geografia.

Mas o que mais me chamou a atenção não foram os colegas, mas sim os conteúdos e as avaliações propostas. De sério, até o ano passado eu tinha pra mim que essas matérias pedagógicas eram a pura arte de não fazer nada, uns trabalhinhos ridículos, umas provinhas idem e no final todo mundo passava com a nota alta.

Mas agora isso mudou, temos que ler um livro (amanhã saberei qual) e escrever uma resenha; elaborar um relatório de observação de aula; observar uma aula em uma escola; entrevistar um professor já formado na área; fora provas e trabalhos em sala de aula. Acho que nesse semestre vou ter que fazer o milagre da multiplicação de tempo…

Anúncios

Publicado em 18 de agosto de 2009, em Cotidiano. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: