02. Direita x Esquerda

Nesta segunda, assistindo ao CQC na Band, pude conferir uma comparação muito bem feita pelos produtores do programa sobre as duas alas da política nacional – os chamados extremos da direita e da esquerda.

A reportagem começou com Danilo Gentili apresentando o lançamento do livro “O País dos Petralhas”, do colunista da Veja e anti-petista nas horas vagas, Reinaldo Azevedo. Não demora muito para percebermos que não se trata apenas de uma sessão de autógrafos, mas também de uma convenção da direita, reunindo nomes como o de José Serra. Este, inclusive, foi um dos que mais sofreu com as perguntas sarcásticas do repórter, que tocou no assunto do registro em cartório de que Serra, se eleito prefeito de São Paulo, não se afastaria do cargo para concorrer a governador. O fato foi que o tal registro não aconteceu e ele se afastou da prefeitura. A partir daí, segue-se um entrevista com divagações sem muito fundamento do escritor.

Melhor momento – A observação de Gentili de que os brindes oferecidos na ocasião vinham de um país comunista – eram “Made in China”.

No segundo momento, o mesmo repórter foi até a Estação Pinacoteca, em São Paulo, em uma convenção da “esquerda” onde seria relembrada uma reunião da UNE de 1968. No começo é visível a antipatia de certos integrantes do grupo, que não aceitam nem conversa com o repórter. Em seguida, José Dirceu é bombardeado pelas perguntas que vão desde a história dos estudantes na época da ditadura, até indiretas sobre mensalão e a situação do governo diante do regime capitalista atual.

Melhor momento – Genitli para José Dirceu: “Hoje em dia, qual a forma mais eficaz para a esquerda chegar ao poder? A revolução armada ou contratar um porco capitalista marketeiro como o Duda Mendonça?”

Os vídeos – para quiser assistir – estão disponíveis abaixo:

 

 Se alguém me perguntasse qual a minha visão política, diria que é de esquerda, por vários fatores, mas principalmente porque nasci em uma família com essa ideologia e nas aulas tive a oportunidade de aprender mais sobre as lutas de classes, as revoluções, as desigualdades do capitalismo, etc. No entanto, sou contra qualquer tipo de extremismo e acho um absurdo o que acontece – ou acontecia – em Cuba, por exemplo.

Pois bem, esse conceito de duas alas distintas não é muito correto hoje em dia. São poucos – leia-se “quase nenhum” – os partidos nacionais que continuam mantendo suas ideologias. Querem um exemplo? Minha cidade, Cachoeirinha. Nas últimas eleições tivemos duas coligações vergonhosas. De um lado, o time vitorioso, do PSB junto com PMDB, PSDB, PC do B, e mais um monte de partidos com idéias diferentes, mas que na vontade de conseguir uma vaga na prefeitura, acabaram se unindo. Do outro, o PT, tendo como principal aliado o PP, com candidatos que até pouco tempo atrás estavam de lados opostos e que agora apareciam juntos e sorridentes nas faixas e banners pela cidade.

Dá pra entender?…

PEARL JAM
“I Am Mine”
Anúncios

Publicado em 18 de outubro de 2008, em Cotidiano. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Pois eh Leitoso eh triste essas maquinaçoes de politicagem para obtenção de votos. Para eles o que importa eh chegar la, como Maquiavel dizia em sua obra, os fins nao justificam os meios , tudo eh valido e quem paga a conta eh o bonecão do posto com impostos altos e sem nenhum retorno desse investimento….Fica tranquilo tu nao eh o unico revoltado…
    Um grande abraço!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: